O Islam e a Obediência

O islam é um código de vida completo, revelado por Allah, o Sapiente, conhecedor do passado, do presente e do futuro e o muçulmano deve basear todo seu comportamento em Tuas leis e obedecê-las com rigor.

Uma vez sendo Allah, o Sapiente, conhecedor do manifesto e do oculto, é esperado que Tuas ordens sejam as mais justas para a manutenção de uma sociedade próspera e saudável. A religião revelada não deve ser restrita à adoração, ela deve ser profundamente praticada em todos os âmbitos que abrange uma sociedade. O judaísmo possui sua legislação, que foi revelada a Moisés(ra) e registrada na Tora ou Antigo Testamento, como a chamam os cristãos, que fragmentaram o livro sagrado, ocultando a legislação revelada de seus seguidores! O islam não contradiz as revelações anteriores, apenas corrobora e completa a religião revelada! “...Hoje completei a religião para vós, tenho-vos agraciado generosamente e vos aponto o islam como religião...” (Al Maida, versículo 03)

O ser humano, por natureza, precisa de orientação, caso contrário cai em erro, pois foi promessa do astuto satanás, desviar o homem do caminho virtuoso. Quando o homem se afasta das diretrizes divinas  começa instintivamente a seguir as orientações humana, que são falhas. Percebendo a ineficiências e incoerência de muitas dessas orientações muitos passam a não confiar nelas e então desobedecê-las. Estão novamente sozinhos e precisam de um líder. Alguns encontram essa liderança nos padrões comportamentais massiçamente divulgados pelas mídias ou nas imperfeitas teorias filosóficas e então começam os grandes problemas que hoje encontramos nas sociedades não religiosas.

A maioria das mídias de massa, serve aos interesses de um grupo de pessoas, que direciona o desejo  de outras, para atingirem seus propósitos pessoais. Através da propagação de informações que a cultura ocidental determina como modernas e acertivas estimula-se a idéia da falsa liberdade, que baseia seu conceito na libertinagem, direitos individuais acima do coletivo e associação da independência com a desobediência! Não há um modelo familiar a ser seguido, tudo é permitido, desde que o bem estar físico do outro não seja prejudicado. A prosperidade é medida pelo ganho econômico de cada um. Com um modelo desconexo a seguir, o ser humano se perde e podemos ver o resultado dessa estrutura ao nosso redor: pedofilia, prostituição, drogas, violência, distribuição de renda injusta, falta de incentivo à educação, adultérios, filhos fora do casamento entre tantos outros problemas.

A estrutura social no islam é muito clara: todos devem obediência plena a Allah, o Soberano. Duas são as fontes inquestionáveis de conduta, o sagrado Qur’an e as sunnas autênticas. Os indivíduos obedecem ao seu governante (desde que este execute a legislação de Allah, caso contrário deve ser destituído do cargo). Os filhos, independente da idade e condição econômica obedecem aos pais, as esposas obedecem aos seus maridos. (O único lugar que o marido não pode proibir sua esposa de ir é à mesquita, quando esta vai com o intuito de adquirir conhecimento ou rezar, embora o melhor lugar para uma mulher rezar seja sua casa). A obediência no conceito religioso deve sempre entendida tendo em conta a complexidade da vida, muitos de nossos atos são mais benéficos para outra vida do que para essa e isso é o que realmente deve importar para um religioso! Às vezes não concordamos com a ordem dada por nossos pais ou maridos mas é dever obedecer e a sabedoria está em saber a hora certa de argumentar e não na rebeldia que contém a desobediência!

Obedecer não significa parar de pensar! É importante entendermos o motivo de todos os nossos atos, assim demonstramos, de fato, nossa submissão voluntária as leis de Allah, o Justo. Nossos atos não devem objetivar o imediatismo dessa vida mas sim as recompensas na outra!

O islam prega a tolerância, a paciência, o diálogo, porém quando se trata de uma ordem de Allah, não há tolerância, as regras são claras, são justas e devem ser obedecidas. Obedecer às leis de Allah, o Sapiente é procurar os benefícios da vida eterna ao invés dos benefícios dessa vida. É relatado em um hadiss que ao sair em viagem pela jihad o marido deu ordem à sua esposa para não sair de casa. Então seu pai adoece gravemente e esta é chamada, sem saber o que fazer a mulher escreve uma carta ao Profeta Muhammad explicando a situação e este diz: oh irmã, tema a Allah e obedeça ao seu marido, então ela não visita seu pai. Seu estado de saúde piora, ela é chamada novamente mas não vai! O pai falece, o próprio Profeta faz seu enterro e diz: avisem à filha desse homem que ele obterá o paraíso devido à obediência dela para com seu marido!

Oh Allah, faça-nos obedientes a Tuas ordens pois através de nossos esforços em obedecer-Te encontramos esperança para Tua misericórdia.



Irmã Daniela